Início | Estudos Multiplos | Meio Ambiente | Cultura e Arte | Administrativo | Fale Conosco
 

O REALISMO MÁGICO DE ADILSON SANTOS

Exposição de 06 de abril a 28 de maio na Galeria Jenner Augusto

No dia 06 de abril, às 19h30, será aberta na Galeria Jenner Augusto a exposição “O realismo mágico de Adilson Santos”, apresentando um trabalho refinado que envolve magia e mistérios, onde o tempo e o espaço são coisas inesgotáveis. A exposição tem como curador o artista plástico Zeca Fernandes.



A pintura do baiano Adilson Santos apresenta elementos que retratam a natureza morta, utilizando detalhes como peras, maças, ovos, pombos, borboletas, caixas, flautas, cajus, gatos, entre outros, que dão a sua pintura uma característica especial, nos remetendo a um passado ainda vivo. O trabalho do artista é calcado não apenas no desenho, mas acima de tudo na emoção.



“O talento de Adilson é nato e sua técnica nos remete à perfeição, ao profissionalismo e à dedicação extrema nessa sua busca no mundo da arte. Seus trabalhos são um convite ao diálogo permanente, através das cenas de um cotidiano mágico, muitas vezes romântico, outras vezes lúdico, no qual a mulher e a natureza protagonizam como principal fonte inspiradora do artista”, comenta Zeca Fernandes.



A exposição fica em cartaz até o dia 28 de maio, com horário de visitação das 9 às 19h, de segunda-feira à sexta feira.





Sobre Adilson Santos

Natural de Poções, Bahia, o artista plástico Adilson Santos respira arte desde criança. Aos 17 anos, já em Vitória da Conquista, expôs pela primeira vez suas pinturas em tela e encantou a todos com sua arte surrealista. O baiano dedica-se exclusivamente à pintura, desenvolvida em técnicas diferenciadas, porém dá preferência à pintura à óleo, área que é considerado um mestre.



Em 1965, Adilson participou de duas bienais e várias exposições coletivas nas melhores galerias de Salvador. E como conseqüência do destaque da sua arte na capital baiana, expôs no ano seguinte na Galeria Quirino, uma das mais importantes do Brasil na época. Mas foi na década de 70 e no Rio de Janeiro que Adilson Santos viu sua carreira deslanchar e ganhar projeção nacional e internacional. Prova disso são as telas espalhadas por diversos países do mundo, como França, Alemanha, Estados Unidos, Itália, Hong Kong, Japão entre outros.



O pintor consagrou-se pela elegância das suas obras nas quais a mulher e a natureza são utilizadas como principais fontes de inspiração. Adilson busca envolver os apreciadores da arte na magia e nos mistérios das suas marcantes pinturas. Seus quadros trazem personagens que convidam o observador ao diálogo permanente através das suas expressões e seus ares românticos e sonhadores. É com este trabalho inspirado na emoção que o renomado Adilson Santos retorna a Salvador e apresenta na Série de Artes Citroën Toulouse o seu trabalho reconhecido e apreciado internacionalmente.



Adilson Santos retornou a Vitória da Conquista em 2004 onde reside com sua família. Continua atuando como artista, expondo nacionalmente.



“Penso ter sido esse jovem o primeiro pintor surrealista da Baiana fase atual em que se encontram, cruzam e dialogam em Salvador as mais diversas correntes artísticas, Outros vieram depois e se afirmaram, Adilson Santos continuou a pesquisar, sem nenhum anseio de sucesso fácil. Trabalhou dura e tenazmente”. Jorge Amado



Compartilhe:

Veja outras notícias

Sociedade Semear - Todos os Direitos Reservados
Rua Leonardo Leite, 148 - São José - Aracaju - Sergipe - Tel: (79) 3022-2052